• Planej

A importância da impermeabilização de edificações

"É melhor prevenir do que remediar": quem nunca ouviu esse ditado popular? Pois é, com a impermeabilização de edificações não é diferente, se for pensada desde a fase inicial da obra, os gastos podem variar de 1 a 3% do total investido na obra. No entanto, caso não existam medidas preventivas, o valor gasto para remediar o problema pode variar bastante e superar 15% do valor total. Isso acontece porque o valor dos materiais e da mão de obra necessários à execução da impermeabilização são consideravelmente inferiores ao valor para reparo e recuperação de áreas infiltradas e consumidas pela umidade. Tais reparos podem envolver a quebra de pisos cerâmicos, paredes já com acabamento, granitos, forros, além de necessitar soluções mais complexas em casos de patologias na armadura do concreto e em curto circuitos nas instalações elétricas.


Mas, afinal, o que é impermeabilização e onde devo fazer?

A impermeabilização tem como objetivo proteger certa área da edificação do contato com a água, seja ela oriunda das chuvas, do solo ou de outra fonte. Devemos impermeabilizar áreas que possam ter contato direto ou indireto com água ou vapores de água, como:

  • Paredes, lajes, rodapés de áreas molhadas (cozinha, banheiros, varandas) e de áreas externas;

  • Cobertura;

  • Áreas em contato ou próximas do solo;

  • Fachada;

  • Janelas;

  • Elementos da fundação;

Problemas decorrentes do efeito da água e como resolvê-los?

Existem três formas principais pelas quais a água entra em contato com os elementos da edificação: descendente (movimento de cima pra baixo), ascendente (de baixo para cima) e pelas laterais.


  • Descendente:

Quando a água atinge os elementos da construção de cima para baixo, principalmente em forma de chuva ou devido a vazamentos em tubulações, acontece o aparecimento de manchas causadas pelo seu acúmulo, o que facilita a proliferação de micro-organismos devido a essa umidade.

Soluções preventivas: É recomendado que haja o cobrimento da cobertura, por meio da execução de um projeto para o telhado, dimensionando as calhas e a sua inclinação de modo a não ocorrer acúmulo de água no local. Caso a laje fique exposta, haverá a necessidade de impermeabilizar o local, por exemplo, com o uso conjunto de mantas asfálticas e de tintas impermeabilizantes, que vão garantir a estanqueidade (evitar infiltrações) da laje.

  • Ascendente:

Nesse caso, a umidade presente no solo entra em contato com os elementos de fundação (sapatas, vigas baldrames, radiês), e sobe, por capilaridade, atingindo principalmente a parte inferior das paredes da edificação, de modo a causar o aparecimento de eflorescências. Essa situação é a mais difícil de resolver no pós-obra, pois não é fácil impedir o fluxo de água de baixo para cima com a obra já finalizada, necessitando o descascamento e a quebra de paredes e pisos, gerando um gasto elevado.

Soluções preventivas: É necessário o uso de algum tipo de impermeabilização nesses elementos, principalmente em vigas baldrames e pilares que têm contato direto com as alvenarias. Os mais utilizados são as emulsões asfálticas e as tintas impermeabilizantes, além do uso complementar de argamassas poliméricas nas primeiras fiadas da alvenaria.

  • Pelas laterais:

Nessa situação, esse contato pode ser direto, como, por exemplo, com o acúmulo de água em paredes de áreas molhadas, ou, com o contato indireto, através da percolação da água pela alvenaria, atingindo, portanto, paredes vizinhas.

Soluções preventivas: É muito utilizado o uso de aditivos impermeabilizantes que são adicionados no momento de preparo da argamassa usada para chapisco, emboço e reboco da parede. Outra forma seria com o uso de argamassas pré-fabricadas poliméricas e/ou com tintas impermeabilizantes. Essas soluções podem ser combinadas a fim de garantir uma maior segurança contra o efeito da água, lembrando sempre que, como dito antes, o gasto para prevenir-se desses problemas é bastante inferior ao valor necessário para contorná-los depois.


Apesar de ser um problema muito comum, o efeito da umidade e das infiltrações é bastante negligenciado, e, por conta disso, a grande procura por materiais impermeabilizantes acontece somente após o surgimento de infiltrações e de patologias causadas pela umidade. Portanto, a impermeabilização em si não é cara quando prevista desde o início da obra, e sua utilização proporciona uma maior vida útil dos materiais de construção, melhorando o desempenho e o conforto das habitações.



Como a PLANEJ pode me ajudar?

A Planej te ajuda na hora de desenvolver o projeto que você deseja e precisa. Soluções criativas e inovadoras é o que nos move. Temos a preocupação de agregar valor e fazer com que tanto o cliente quanto os membros possam viver experiências incríveis. Criamos as melhores soluções para a realização do seu sonho. Entre em contato conosco para conhecer um pouco mais sobre os nossos serviços e para solicitar um orçamento gratuitamente!


52 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco