• Planej

CAPTAÇÃO DE ÁGUAS PLUVIAIS: DEVO UTILIZAR?



Na época da escassez, do racionamento e da rotação do abastecimento de água, a captação da água da chuva tornou-se uma realidade, sendo também uma das alternativas para melhorar o uso desse recurso. E o mais importante é que o reservatório utilizado para coletar e armazenar a água da chuva não agrida o meio ambiente e sua carteira, sendo uma forma mais consciente e racional de conservar os recursos naturais.


Estima-se que, em média, o consumo total de água das casas, alimentos e banheiros represente 50% do consumo total de água, com os 50% restantes sendo usados em descargas de vasos sanitários, lavagem de roupas, etc. Neste último caso, com o mínimo de filtração e tratamento de desinfecção, a água da chuva pode ser facilmente utilizada para a prestação de serviços.


Além de utilizar água tratada, as águas pluviais também podem ser utilizadas para fins menos nobres e não potáveis, como limpeza de áreas públicas, irrigação de jardins e espaços verdes, descarga de vasos sanitários, lavagem de carros, reserva de proteção contra incêndios, etc.


Portanto, implementar um projeto para coletar água da chuva de sua casa ou apartamento pode economizar até 50% do custo final de faturamento. Além de reduzir a pressão sobre este recurso natural, também pode garantir que este não faltará durante, por exemplo, o racionamento e a rodízio da água.


Além de economizar dinheiro, os sistemas de captação de água da chuva geralmente são muito simples, não exigem muito investimento e não exigem muita infraestrutura e mão de obra de instalação, e o retorno desse investimento é bem rápido.


Outro benefício é a minimização do risco de enchentes pelo escoamento do alto volume de água nas redes pluviais durante as chuvas fortes, uma vez que parte desta água irá para a cisterna.


Mas como consigo saber o tamanho da caixa d’água ou cisterna que vou utilizar para garantir o melhor custo x benefício? Para o dimensionamento de um sistema de coleta utilizam-se dois fatores: a área do telhado disponível para fazer a captação (em metros quadrados) e o histórico do índice pluviométrico da região em todo o ano (em metros), ou seja, a quantidade de chuva que cai na região.



Há uma norma técnica que rege a implantação de sistema de tratamento e aproveitamento de água pluvial no país, a ABNT NBR 15527 – Água de Chuva. Esta norma possibilitou que o mercado de arquitetura e construção civil se sentisse mais apto na aplicação da solução. Um bom exemplo é a indicação de que a água de chuva só deve ser captada da cobertura e do telhado, de maneira a evitar contaminação por resíduos do tipo gasolina e óleo. Uma pequena busca mostrará para você facilmente onde encontrar diversas empresas que realizam a instalação segura e com processos estabelecidos pela NBR 15527/2007, a fim de garantir a qualidade da água em seu sistema de aproveitamento de água da chuva.




9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo