• Planej

Como escolher o terreno ideal?

Atualizado: 19 de Set de 2019


Um dos primeiros passos para a realização da construção do sonho da casa própria é a escolha e compra do terreno onde será construída a residência. Mas muitas vezes não sabemos quais características levar em consideração para a escolha do terreno. Neste post, a Planej irá esclarecer melhor os principais pontos que devem ser levados em consideração na escolha do terreno ideal para a realização do sonho da casa própria.

1. Localização

São diversos os locais disponíveis para a compra de lotes nas cidades: próximo a praias, a zonas urbanas movimentadas, a zonas mais afastadas das cidades. Mas para começar a escolher o terreno ideal, devemos definir quais as reais necessidades da sua família, e qual será o uso da residência, para assim definir quais serviços são importantes ter por perto.

Determinando o uso da residência devemos então avaliar quais os principais serviços que devem estar próximos a residência, tais como: escolas, universidades, supermercados, farmácias, conveniências, comércios, hospitais, restaurantes, transportes públicos, entre outros serviços públicos.

No caso do terreno ser escolhido em condomínios horizontais fechados, a proximidade com as áreas de lazer fará com que a área seja mais movimentada, sendo as áreas periféricas mais calmas e indicadas para quem deseja maior privacidade.

Devemos também levar em consideração a disponibilidade da infraestrutura urbana no local: rede elétrica, abastecimento de água, coleta de esgoto, coleta de lixo, rede de distribuição de gás, cabo de telefonia e internet, ruas pavimentadas, transporte público são serviços que darão uma maior qualidade e bem estar a vivência no espaço.

Para um bom uso do espaço também é importante conhecer quais as rotas de acessos do local aos principais pontos da cidade, como centros comerciais, turísticos e de lazer, para que os deslocamentos sejam mais eficientes e menos cansativos durante o uso daquele imóvel.

Outro aspecto importante a ser identificado é a segurança do local onde está localizado o terreno. Fazer perguntas aos vizinhos sobre a área, realizar visitas em horários variados (à noite, em horários onde são mais costumeiros chegar ou sair de casa, nos finais de semanas) irão contribuir com a certeza de segurança do local. Além disso, é importante verificar a iluminação das ruas que dão acesso e se há evidências de vandalismos.

2. As dimensões do lote

Outro fator importante na escolha do terreno ideal é o tamanho dele. Para se ter uma melhor escolha você deve ter em mente uma boa ideia das dimensões da casa que sonha em construir para que o terreno a ser comprado comporte a edificação. Quantos quartos deverão ter? Qual o tamanho da cozinha, da área de lazer? Quais os espaços que os moradores passarão mais tempo? A partir dessas informações você poderá ter ideia das dimensões da casa e logo em seguida do terreno.

Mas é importante destacar que a área do lote não pode ser totalmente destinada a construção da edificação. Pelo código de obras de cada município, é obrigatório estabelecer recuos frontais, laterais e nos fundos do terreno para a construção da edificação, o que deixa em torno de 50% do terreno para construção da edificação.

Confira o que pode ser feito no terreno, o zoneamento das cidades impõe limitações de recuos de aproveitamento de terreno, de altura das construções. Na cidade de João Pessoa – PB esses limites são regidos pelo código de urbanismo disponível clicando nesse link.

Assim, é importante salientar que terrenos pequenos e estreitos podem dificultar a disposição dos cômodos da residência, mas não são impossíveis de ter seus sonhos construídos.

3. A Topografia do terreno

A topografia é um dos fatores mais influentes nos custos da construção. Quanto maior for a inclinação do terreno, maior será o gasto com movimentação de terra, fundação ou até muro de arrimo.

São 3 os tipos de topografia:

  • Terreno plano: o mais indicado, pois necessita de pouca ou quase nenhuma movimentação de terra. São aqueles terrenos em que a frente e o fundo do terreno têm praticamente o mesmo nível da rua.

  • Terreno com aclive: onde o fundo do terreno é mais alto que o da rua, neste terreno a casa terá um maior destaque visual.

  • Terreno com declive: são aqueles em que o fundo do terreno é mais baixo que a rua. Neste terreno será necessário buscar soluções para a saída de esgoto e águas pluviais.

Para cada tipo de terreno será dada uma solução diferente, dependendo do sonho do cliente e dos recursos financeiros disponíveis.

4. O solo da região

Outra característica importante a ser avaliada para a construção da residência é o tipo de solo da região. Terrenos com baixa resistência e de solos úmidos, próximos a rios e lagos, são propensos a alagamentos, e o grau de complexidade das fundações devem ser maiores, encarecendo o valor da construção.

Assim, você deve perguntar a construtora responsável pelo loteamento qual o tipo do solo, e se há a presença abundante de pedras ou água.

Evite terrenos em aterros sanitários, com pedregulhos, em solo encharcado ou com lençol freático muito próximo, isso barateará a construção da fundação.

Vale ressaltar a grande importância da realização do teste de sondagem do solo (já abordado aqui no blog) antes da elaboração do projeto de fundação, com esse teste o fator de segurança da fundação será o melhor possível, propiciando a sua família a segurança adequada para a moradia.

5. Posição conforme o sol e ventilação

Observar onde o sol nasce e se põe em relação ao terreno, e de onde parte a ventilação são pontos fundamentais para o conforto e economia durante o uso do imóvel, além de ser decisivo para a disposição dos cômodos, de piscinas e do uso do vidro.

Veja como a posição do sol impactará a iluminação na sua casa:

  • Frente para o sul: recebe incidência direta do sol durante o verão;

  • Frente para o norte: recebe incidência do sol durante o inverno;

  • Frente para o leste: Recebem o sol da manhã;

  • Frente para o oeste: recebem o sol da tarde.

A ventilação na cidade de João Pessoa é na maior parte do tempo vinda do Sudeste, sendo indicado as esquadrias estarem abertas para essa região.

Mas não significa que só se pode comprar um terreno com a frente para um lado, com um bom projeto, podemos fazer o melhor da ventilação e iluminação natural.

Como a PLANEJ pode me ajudar?

Analisar esses pontos irá lhe ajudar muito na escolha do terreno ideal. Mas ter claro qual é o seu sonho irá facilitar ainda mais. Pensar em que tipo de casa que deseja construir, o que é importante ter na residência, qual o valor que pode ser investido na construção e na compra são fatores decisivos para a realização do sonho da casa própria. Assim, com o terreno escolhido, a PLANEJ quer construir seu sonho juntamente a você. Entre em contato conosco para solicitar um orçamento gratuito!

#construir #dicas

33 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco