• Planej

Papo de arquiteto: Retrofit

Atualizado: 19 de Set de 2019


O que é?

Retrofit é uma palavra inglesa que significa reequipar algo. Se trata de uma tendência da construção civil que consiste em um processo de renovação e atualização de edificações ou áreas urbanas. O retrofit surgiu na Europa e nos Estados Unidos no final da década de 90 sendo aplicado inicialmente na indústria da aeronáutica no processo de modernização de equipamentos das aeronaves. Esse processo se expandiu para a área da construção civil principalmente devido as necessidades das construções históricas.

Antes

Depois - HUB 360

Entendendo o retrofit: Reforma, restauração, reconstrução, recuperação ou reabilitação?

Para entender o retrofit deve-se diferenciar os conceitos de reforma, restauração, reconstrução, recuperação e reabilitação. Desses conceitos o único que expressa a ação do retrofit é a reabilitação os demais não e não devem ser confundidos. Para tanto vamos esclarecer sobre o que cada um se trata.

Segundo Barrientos (2004), tem-se como:

Reforma: Intervenção que consiste na restituição do imóvel à sua condição original;

Restauração: Corresponde a um conjunto de ações desenvolvidas de modo a recuperar a imagem, a concepção original ou o momento áureo da história da edificação em questão. A expressão tem sua utilização no que se refere a intervenções em obras de arte.

Reconstrução: Renovação total ou parcial das edificações desativadas ou destinadas à reabilitação.

Recuperação: Compreende a correção das patologias de modo a reconduzir a edificação a seu estado de equilíbrio;

Reabilitação: Ações com o objetivo de recuperar e beneficiar edificações, por meio de mecanismos de atualização tecnológica;”

Retrofit na sede da Central Única dos Trabalhadores - CUT

Características Gerais

O processo do retrofit consiste em um processo de recuperação e renovação da edificação que preserva as características intrínsecas do imóvel.

As etapas do processo são:

  • Demolição controlada: geralmente é o primeiro passo. Ocorre com maior frequência na parte interior da edificação;

  • Reforço estrutural: normalmente, os edifícios alvos de retrofit passam por mudança de função podendo ser essa incompatível com a estrutura atual fazendo-se necessário uma adequação da estrutura existente;

  • Fechamento: Podem ser adicionadas divisórias dependendo do projeto. Nessa etapa são utilizados elementos mais tecnológicos que o mercado oferece, como o uso de drywall;

  • Acabamento: Podem ser alterados, porém de maneira geral seguem a lógica pré-existente;

  • Instalações: As instalações elétricas e hidráulicas em sua maioria são trocadas completamente. Isso ocorre devido a adequação do novo projeto e função da edificação e também pela substituição de instalações obsoletas;

  • Fachadas: Nessa etapa podem ser identificadas patologias da fachada a serem tratadas realizando assim a substituição de acabamentos, assim como esquadrias podendo ser acrescentados materiais mais tecnológicos.

Porque fazer um retrofit?

Qualquer edifício pode receber um retrofit seja residencial ou comercial, porém há casos onde há necessidade de realização de retrofit como em edificações antigas e degradadas, edificações inacabadas e abandonadas, edificações com sistemas prediais ineficientes ou inadequados além de reabilitação com mudança de uso.

Como a PLANEJ pode me ajudar?

A PLANEJ faz o projeto para você! Entre em contato conosco para conhecer um pouco mais sobre os nossos serviços e para solicitar um orçamento gratuitamente!

Imagens: Google Maps | Hometeka

#retrofit #reforma #projetoarquitetônico

0 visualização
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco