• Planej

Compatibilização de projetos: por que fazer os projetos arquitetônicos e de engenharia juntos?

Atualizado: 19 de Set de 2019


Provavelmente, você já passou pela situação de estar em um grupo em que cada um trabalha individualmente e perto da entrega juntam as partes para que se tenha o projeto final. Quem nunca? Mas é quase certo que o resultado final não foi dos melhores. Sempre falta certa harmonia entre as partes, o que acaba comprometendo o projeto como um todo. Se sabemos que isso não funciona bem desde o fundamental, porque insistir nessa prática com projetos?

Engenheiros civis e arquitetos tem formação totalmente distintas e focadas em aspectos diferentes de edificações. Enquanto o arquiteto foca em design, conforto e funcionalidade, o engenheiro ocupa-se da parte de dimensionamentos para garantia de segurança, durabilidade e também funcionalidade das construções. A formação segregada desses dois profissionais parece refletir em seus modos de projetar. Em projetos que requerem esses dois profissionais o que geralmente ocorre na fase inicial é o desenvolvimento do projeto arquitetônico sem que se pense a parte referente a engenharia. Enquanto o arquiteto pensa em todo seu projeto em sintonia com o cliente, o engenheiro aguarda o recebimento do projeto arquitetônico praticamente finalizado. É nessa fase que problemas de execução são detectados pelo engenheiro e o projeto volta novamente as mãos do arquiteto. A partir daí é o nível de comunicação e integração entre esses profissionais que vai determinar o nível de harmonia entre os projetos.

Quanto aos problemas encontrados, estes podem ser diversos. Dentre eles, um muito comum de ser encontrado é a incompatibilidade do projeto estrutural com o arquitetônico. São dimensões de elementos como vigas, lajes e pilares que acabam sendo maiores do que as desejadas pelo arquiteto, tamanhos de vãos livres que acabam sendo quase que impossíveis de realizar respeitando o orçamento do cliente ou ainda pode-se encontrar dificuldades em projetar os elementos de instalações elétricas e hidrossanitárias respeitando a integridade dos elementos estruturais.

São nas idas e vindas desses projetos entre os dois profissionais que detalhes acabam passando despercebidos e são notados apenas na fase de execução. Isso sem falar do tempo gasto nestes processos de correções, o que geralmente implica em perda de dinheiro e desgaste das partes envolvidas. Não apenas os profissionais sofrem por essa falta de comunicação e integração, mas também o cliente. Este acaba recebendo um projeto com maior tempo de execução do que o necessário e com aspectos que poderiam ser melhor resolvidos caso houvesse um trabalho em conjunto dos projetistas.

Desse modo, fica explícito que compatibilizar os projetos, já que otimiza o tempo de execução, economiza dinheiro, diminui o retrabalho e reduz os erros na execução.

Como a PLANEJ pode me ajudar?

A PLANEJ, por ser uma empresa júnior de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil, faz os projetos em conjunto já compatibilizados! Entre em contato conosco para conhecer um pouco mais sobre os nossos serviços e para solicitar um orçamento gratuitamente!

Imagens: Galeria da Arquitetura | Unisuam

#compatibilização

42 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco